Após três dias, família segue busca por sargento desaparecido no RS: “Dor e angústia”

Militar desapareceu no domingo (Imagem: rede social)

Maurício Schreiner Ferreira, 38 anos, foi visto pela última vez no domingo (17)MAICON PARIZOTTO

Cruz Alta (RS) – Já passam de 70 horas desde a última vez que o sargento do Exército, Maurício Schreiner Ferreira, 38 anos, foi visto pela última vez após deixar uma confraternização no interior de Pejuçara, município vizinho de Cruz Alta, no domingo (17).

Descrito como amigo, gentil, bondoso e solidário, a família do militar busca respostas para entender o que pode ter acontecido.

— Estão sendo dias intermináveis de uma dor e angústia muito grande. Não compreendemos o que está acontecendo. A gente está fazendo buscas por toda a região, mas o sentimento no fim do dia é de que não fizemos nada, porque não avançamos, não há vestígio ou sinal nenhum — disse Douglas Kirsten, primo de Maurício.

O militar mora com a avó em Cruz Alta, no noroeste gaúcho. Segundo Kirsten, a idosa não consegue dormir de preocupação desde que soube do desaparecimento do neto.

— Na segunda-feira de manhã, ela me ligou muito assustada falando que ele não tinha chegado. Isso não é do perfil dele, porque sempre avisa se vai sair. No Whatsapp, conhecidos mencionaram que ele não recebe mensagens desde o domingo à tarde. Outra situação muito estranha, já que ele sempre anda com um carregador no carro — comenta.

Maurício foi visto pela última vez deixando o local da confraternização a bordo de seu carro, um VW Jetta. Ele saiu da estrada de chão e acessou a BR-158. Conforme o primo, o homem se despediu das pessoas e informou que iria para casa.

Polícia faz buscas na região
A Polícia Civil investiga o caso e militares do Exército fazem buscas na região. Segundo a delegada responsável pelo caso, Diná Rosa Aroldi, nenhuma hipótese é descartada.

— Todas as hipóteses são possíveis nesse momento. Já são quase três dias que o rapaz está desaparecido. Estamos fazendo diligências nas estradas, bem como em relação às câmeras de seguranças que têm no trajeto que ele possivelmente teria feito. Buscamos informação de pessoas que possam ter visto o carro dele — pontua a delegada.

Segundo a polícia, o carro da vítima, um VW Jetta, teria sido flagrado na BR-158, no trecho entre as cidades de Panambi e Pejuçara. A delegada ainda não confirma que o carro seja o da vítima, uma vez que não foi possível confirmar a identificação do veículo.

GZH – Edição: Montedo.com

5 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo