Com serviço militar inicial, nova Escola de Sargentos ajudará no combate à violência criando oportunidades para os jovens

NOVA ESCOLA PERNAMBUCO

Dimensão social do projeto da nova Escola de Sargentos do Exército supera em muito os benefícios econômicos, sem contar com ganhos ambientais prometidos

Jamildo Melo

O general de brigada Nilton Moreno, na exposição Escola de Sargentos e as perspectivas para o Nordeste, realizada no Comando Militar do Nordeste (CMNE), abordou uma questão pouco apreciada nas discussões sobre os efeitos da implantação do projeto estruturador no estado de Pernambuco. “Haverá um estímulo natural ao serviço militar inicial (nas Forças Armadas). Os nossos jovens terão mais oportunidades (para engajamento)”, frisou.

A escola é voltada para a formação dos sargentos, que são responsáveis por liderar as equipes e hoje representam 60% das tropas. No entanto, como em toda unidade militar, são necessários praças para as ordenanças gerais. Uma eventual vaga pode representar um passaporte que os distancie do mundo das drogas.

A principal área de influência do projeto serão as comunidades vizinhas, como Camaragibe, Chã de Cruz, Massapé, Paudalho, Carpina, Araçoiaba, mas jovens de todo Nordeste podem ser beneficiados. “A Escola de Sargentos (pela capacidade de integração regional e interregiões) é o nosso programa mais estratégico”, diz Nilton Moreno.

LEGADO SOCIAL
Na exposição dos militares, o Exército Brasileiro informa o tamanho do legado social que a nova Escola de Sargentos trará para a região. “Serão R$ 211 milhões só de salários pagos por ano, que ficarão circulando na economia local e regional. Estamos até devendo para o Sistema S a quantidade de pessoas que vão ser necessárias. Temos apenas que controlar a ansiedade porque levará anos, até sair integralmente do papel, uma vez que é um projeto de Estado, muito grande”, explica Nilton Moreno.

“Haverá uma verdadeira transformação da região. Hoje, temos usinas de açúcar e não temos nada contra elas. Mas, se olharmos os indicadores sociais, de IDH, as posições são as piores do Brasil (Carpina é a melhor colocada, com a posição 3.500. Paudalho está em 5.031 lugar. Araçoiaba é a posição 5.457 hoje). Podemos criar uma nova vocação”, corrobora o coronel Helder, que faz parte da mesma equipe de implantação do empreendimento.

VESTIBULAR DISPUTADO
A peneira para entrar na espécie de universidade do Exército não é fácil. Por ano, são mais de 112 mil candidatos para mil e 100 vagas. No universo feminino, a concorrência é ainda maior, com 24 mil inscritos para apenas 105 vagas. Precisa ser fera, para passar no concurso de admissão.

São estes alunos e aspirantes que vão ser formados em Abreu e Lima. De acordo com as previsões dos militares, serão cerca de 6 mil pessoas trabalhando no empreendimento, até 2034, considerando vila militar, batalhões de comando e serviços, campus escolar e vila dos subtenentes e sargentos.

No total, são cerca de 2400 alunos, considerando mil e 100 do primeiro ano de formação com outros mil e 100 do segundo ano de formação, além de cerca de outros 1900 oficiais,, subtenentes, sargentos, cabos e soldados, boa parte deles com suas famílias e esposas.

Blog De Jamildo

29 respostas

  1. A cada dia estão criando uma justificativa diferente em prol da construção dessa escola.

    Daqui a pouco vão dizer que todos os problemas do país serão resolvidos com essa construção.

    1. Não vai ter escola nenhuma e sim vão ampliar a escola de formação de sargento e a pretensão é acabar coma a AMAM. E criar uma escola única e o pessoal vão chegar ao máximo alguns até tenente coronel para comandar, mas a minoria vai chegar até major só e alguns até capitão e o salário vai mudar e ser melhor e sendo assim vai ser uma carreira única e Ascensão dentro de cada posto e lógico vai ter uma transição e vai demorar uns 10 anos pelos estudos feitos para colocar em prática. E segundo levantamento vai gerar uma economia de bilhões de dólares. Vamos aguardar daqui a 10 anos vamos conversar sobre isso. Kkkkkkkk. o tempo é o senhor absoluto da razão.

  2. Comédia é praça com altos estudos, kkkkkkk. Vai servir cafezinho para quem realmente faz jus, aqueles que comandam e tomam decisões estratégicas na força.

  3. Praçaiada veia brigando entre si como animais famintos em busca de migalhas… vcs são ridículos, prejudicam uns aos outros enquanto todos assistem de camarote tomando uisque escocês.
    Deixem os QE em paz, o dinheiro não sairá da conta de vocês. Os caboclos estão na reserva já, que coisa feia

    1. “O dinheiro não sai da conta de vocês”.

      E a meritocracia onde fica?

      O cara fica parado no tempo por livre e espontânea vontade e nos 45 do segundo tempo exige os mesmos direitos de quem foi atrás de seus objerivos?!

      1. Meu amigo, que meritocracia?
        Que concurso?
        Quem passou a exigir concurso foi a Constituição de 1988.
        As turmas de oficiais de 1985 para baixo não fizeram concurso, era só ser aluno de colégio militar (ou de colégio público com boas notas, a forma de ingresso chamada de “aviso”). Esses coroneis e generais tem mérito?

        Meu amigo, vc está falando de pais de familia, de pessoas honradas que na grande maioria dos casos prestou um excelente serviço ao EB.

        Vc não vai ficar melhor prejudicando a pretensao salarial do seu colega, amigo. Isso é mediocre.

        A sua meritocracia vc experimentou na ativa, e teve mil oportunidades que outros não tiveram…

        Você não percebe que é mediocre pensar assim? Deixa o cara ser feliz, deixa ele cuidar da família dele, vai falar de meritocracia do “trem da alegria” que ocorreu em 1988, quando todos os comissionados foram efetivados como se fossem concursados e de carreira… Vc levanta a bandeira contra eles?

        Deixa de ser pequeno, meu irmão. Só praça lascando praça. Vê se vem oficial aqui…

  4. Certa vez um colega de farda, que saiu para a PCRN, disse: o inimigo dos Praças das FFAA estão dentro do quartel, almoçam e dormem no mesmo ambiente, já nossos inimigos estão fora.
    Pura verdade.
    E o salario ó.
    Altos estudos para babar ovos dos chefes.

  5. Recife é uma cidade muito antiga, cheia de favelas, sem emprego, no centro lojas fechadas pois Ninguém compra nada, quando chove alaga td, a cidade fica abaixo do Nível do mar, bandido e Cheirador de cola é aos montes, policiamento deficiente, do lado tem Olinda que é pior do que recife. Fica a pergunta quem foi o iluminado que trouxe esta escola para Pernambuco? aRACOIABA fica no meio do mato. Ah ia me esquecendo de quebra temos a Potência do HOSPITAL MILITAR DE AREA DO RECIFE HMAR, que de longe é o Pior hospital do Exercito, dia 09 deste Mês acabou o dinheiro para encaminhar para OCS, ficou doente vai morrer! isso não Existe.

    1. E ia mandar pra onde pra cidade que só tem quartel, Cruz Alta, se alguém espirra todo mundo presta continência. Uma disgraça fazer o CAS no sul 🤮🤮🤮🤮🤮

  6. Isso! Sem contar que o local poderá virar um santuário para animais exóticos além de servir como reunir os grandes líderes do mundo e selar a paz na Ucrânia, em Israel, com a Coréia do Norte, acabar com o efeito estufa e distribuição de alimentos em todo o mundo. Quem é contra só pode ser comunista!

    1. Vixe, depois que o bozó passou tá difícil de saber qual é a pior instituição no âmbito federal, o dinheiro do FUSEX ele usou todo para comprar cloroquina superfaturada da índia

  7. Fiquei sabendo que Elon Musk vai utilizar as instalações da nova escola para lançar satélites em parceria com o curso de Comunicações. Será também construido um portal e pista de pouso para espaçonaves alienígenas.

  8. Eu fui da ativa no período de 82 e 83 e fiquei o tempo todo como aluno do NPOR e não mim reitegraram fui excluído sem fazer meu engajamento que pedi e fui exonerado do cargo está no ministério da justiça foi proferido até hoje não fui reformado desculpa em desabafar o meu requerimento administrativo militar de número 20816.01.2003 ou 2005.01.49742 és a em análise CCR-DPU alexandrino de Alencar natal RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo