Vinte militares do Exército Brasileiro recebem alta e um segue internado após caminhão capotar no AP

Cerca de 21 militares ficam feridos após caminhão do Exército capotar em estrada no AP — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Veículo capotou na tarde desta segunda-feira (16) na BR-156Núbia Pacheco, g1 AP — Macapá

Apenas 1 dos militares envolvidos no acidente de trânsito envolvendo o caminhão do Exército Brasileiro numa estrada do Amapá segue internado, sem gravidade. Os demais militares tiveram escoriações mais leves e foram liberados. O veículo capotou na tarde desta segunda-feira (16).

Caminhão do Exército capota e mais de 20 militares ficam feridos em estrada
O caso aconteceu por volta das 15h30 desta segunda na BR-156 em direção a cidade de Ferreira Gomes, distante cerca de 137 quilômetros da capital.

Em nota, a 22ª Brigada de Infantaria de Selva informou que foi aberto um inquérito policial militar para averiguar as circunstâncias do ocorrido e identificar as causas do acidente.

Um laudo preliminar da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontou que o acidente com o caminhão do Exército Brasileiro aconteceu após o pneu direito do veículo estourar e mangueira de combustível se romper, causando o capotamento.

O Superintendente da PRF, Clebson Sampaio, explicou que nesses tipos de acidentes é muito difícil conseguir controlar o veículo.

“Um veículo militar é mais pesado. Então para você controlar é um pouco mais difícil de um veículo comum. E além disso, tem o peso das pessoas que estavam nele”, detalhou.

Veja nota do Exército na íntegra:

“A 22ª Brigada de Infantaria de Selva informa que dos 21 militares envolvidos no acidente de trânsito corrido no dia 16 de outubro de 2023, na BR-156 em direção à cidade de Ferreira Gomes, no estado do Amapá, 20 já foram liberados para suas casas. Apenas 1 (um) militar permanece em atendimento médico, sem gravidade.

g1

2 respostas

  1. Daqui a pouco o QE que não estudou e quer ser SO e ganhar com General vai dizer que aculpa é da reestruturação.

    Vai vendo…

    Que saudades da minha escala!!!

  2. Pessoal hoje fiquei sabendo uma que cai pra trás: o finado morre e era isento do IR, a viúva começa a receber e tem que pagar o IR, tá certo isto? Ela não herda o salário em si? Com os senhores…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo