Moraes vai a evento do Exército prestigiar sua Chefe de Gabinete

Ministro Alexandre de Moraes, do STF, foi ao evento do Exército prestigiar sua Chefe de Gabinete, condecorada com medalha

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), esteve nas celebrações do Dia do Soldado no Quartel General do Exército, em Brasília, nesta sexta-feira (25/8). O magistrado viu autoridades civis e militares serem condecoradas com medalha, mas não recebeu uma homenagem das Forças Armadas.

Moraes foi ao QG do Exército para prestigiar a sua chefe de gabinete, Cristina Yukiko Kusahara, condecorada com a medalha do pacificador, destinada aos cidadãos que tenham praticado ações de destaque ou serviço relevante em prol do interesse do Exército Brasileiro.

A presença de Moraes ocorre no momento em que o ministro é relator de uma série de inquéritos no STF que investiga militares, incluindo nomes de prestígio do alto escalão. Membros da força são suspeitos de envolvimento nos ataques aos Três Poderes, no dia 8 de janeiro, e em outros escândalos envolvendo o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Recentemente um “mal-estar” foi causado entre as Forças Armadas e a Polícia Federal (PF), após a corporação negar divulgar o nome de militares que tiveram encontro com o hacker Walter Delgatti Neto em uma suposta operação contra as urnas eletrônicas, que teria sido tramada no Ministério da Defesa em 2022.

Em discurso, o comandante da força terrestre, general Tomás Paiva, afirmou que a instituição não irá tolerar desvios de conduta e que os atos serão repudiados e corrigidos.

“Guiados pelo espírito de servir à pátria, vocês são os fiéis depositários da confiança dos brasileiros, que só foi obtida pela dedicação extrema ao cumprimento da missão constitucional e pelo absoluto respeito a princípios éticos e valores morais. Esse comportamento coletivo não se coaduna com eventuais desvios de conduta, que são repudiados e corrigidos, a exemplo do que fez Caxias, o forjador do caráter militar brasileiro“, disse.

CORREIO BRAZILIENSE

6 respostas

  1. O cumprimento da missão constitucional é baseado em fundamentos políticos? E os princípios éticos e valores morais, são cristãos? Não é laico? Não é para abolir a religião do Estado?

  2. Cristina Kushuaya fez muito pelo exercito.
    Já você, não.
    Por isso ela esta sendo reconhecida com essa medalha.
    Eu só não me irrito muito pq essas medalhas e cursos do exército são tudo rolha, faz de conta, ninguém foi a guerra nenhuma ou trocou tiros com inimigos, são como aquelas fotos dos generais da coréia do norte cheio de badulaks na farda ahahahahahahaah

    Queria saber o que falaram dentro dos critérios para concessão dessa medalha que justificasse a entrega pra assessora do gabinete do Xandão.

    É muita submissão

  3. Que vergonha alheia, já que o responsável por escolher a cidadã para receber a medalha, não tem.
    Qaul a relevância que a cidadã tem para o EB?
    Que fase maldita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo