MT: cabo do Exército preso por tráfico de drogas obtém alvará de soltura

cocaína

Alegações do militar são consideradas na decisão de alvará de soltura

Um cabo do 44º Batalhão de Infantaria Motorizada do Exército, detido esta semana por tráfico de drogas, teve o alvará de soltura concedido na terça-feira (1).
O militar, de 26 anos, alegou trabalhar como motorista do aplicativo Uber e que havia sido chamado para uma viagem.
Segundo o juiz que assinou o alvará, a prisão do cabo era desnecessária, já que ele não possui antecedentes criminais que indiquem periculosidade social.
O suspeito deverá manter as autoridades informadas sobre seu paradeiro e comparecer aos atos do processo, se houver. O caso ocorreu em Cuiabá, conforme informações do site MidiaJur.
A Bronca Popular

3 respostas

  1. Policiais penais querem poder recapturar foragidos e registrar ocorrências.
    Servidores da área prisional pressionam pela regulamentação do seu novo status, que até agora não ocorreu.

    Criaram um monstro hoje…e já tem outro no forno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo