Lula vai discutir investimentos na indústria de Defesa em meio à crise da Avibras

avibras

Maior empresa privada do setor no País tem dívidas que superam R$ 640 milhões

Roseann Kennedy
A reunião ocorrida na terça-feira (25) entre o presidente Lula, o ministro da Defesa, José Mucio, e os comandantes Forças Armadas foi além das promoções de oficiais-generais, pauta principal do encontro, como mostrou o Estadão. Eles combinaram uma nova conversa, ainda esta semana, com o objetivo de discutir investimentos na área de Defesa.

Essa próxima agenda terá a presença do vice-presidente Geraldo Alckmin, também ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. A discussão sobre investimentos em Defesa vem em meio à busca do governo por uma solução para a Avibras, pauta em que Mucio e Alckmin estão diretamente envolvidos.

A Avibras, maior empresa privada de sistemas de Defesa do País, tem dívidas que superam R$ 640 milhões e entrou em recuperação judicial. Como mostrou a Coluna, quatro representantes da Barzan Holdings, empresa do Catar, estiveram com Múcio e manifestaram o interesse em investir na companhia brasileira.

ESTADÃO

3 respostas

  1. O problema Da Avibras e que ela atua num mercado em que ela compete com as Principais Potências do mundo. Segundo o pais Não Dispõe de tecnologia, visto que a venda de Viaturas para as Filipinas teve que ter Autorização da Alemanha, assim como ja foi vetada a venda do supertucano para a venezuela pelo fato dos EUA nao autorizar. E para piorar ainda mais a Situação o exercito Brasileiro Não tem Dinheiro para fazer pedidos para a empresa de novos Equipamentos, vive de “Comissão ” de algumas umidades vendidas e revertidas para o EB.

  2. CADÊ A COMISSÃO DO SOLDO?
    Em suas casas desfrutando seus Abastados índices do Adicional de Habitação (73%).
    E você está muito “ALÉM DA BORDA Da TERRA”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo