Soldado do Exército morre atropelado durante trabalho em ponto de ‘pare e siga’ em obra de rodovia

Acidente na BR-226 entre Triunfo Potiguar e Jucurutu - Foto: Reprodução

Soldado do Exército de 20 anos morre atropelado durante trabalho em ponto de ‘pare e siga’ em obra na BR-226

Jurucutu  (RN) – Um jovem identificado como Marcelo Vitor Lopes de Oliveira Filho, de apenas 20 anos, militar do Exército brasileiro, perdeu a vida após ser atropelado por um carro desgovernado, nesta sexta-feira (21).
O caso aconteceu por volta das 9h, na BR-226, na autura do município de Jucurutu. O rapaz estava atuando na sinalização de “pare e siga”, utilizada para controlar o fluxo durante as obras que estão sendo realizadas na via.
Um motorista teria desobedecido o sinal de parada, perdeu o controle do veículo, colidiu em uma máquina e, após rodar na pista, atropelou o militar, que morreu no local.
O condutor do veículo também ficou ferido. Ele ficou preso às ferragens e precisou ser retirado pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado para atendimento médico.
A polícia ainda informou que um auto de prisão em flagrante deverá ser lavrado contra ele, após o atendimento médico, por homicídio culposo na direção de veículo automotor. Ele recebeu um auto de prisão em flagrante e deverá ser autuado por homicídio culposo.
As causas do acidente deverão ser determinadas após perícia do Itep.
MOSSORÓhoje

6 respostas

  1. “…na AUTURA do município…”

    Já temos provas da Militância do jornalismo brasileiro na disseminação de “narrativas”. Agora é o “assassinato” do idioma.

    1. É a pátria educadora colega. Aqui no Rio Grande do Norte, a governadora é um verdadeiro “gopi”. O Brasil é um país de Analfabetos funcionais e bandidos. Na verdade isso é global. Os idiotas dominarão o mundo. Aliás, já estão dominando. A tendência é só piorar.

  2. Meus pessames a Familia desse militar, que estava trabalhando. é triste ver pelo Brasil afora, motoristas irresponsável dirigindo, sem noção de volante,em todos Municipios do Brasil, agente viajando ver isso, motoristas sem noção de volante, sem noção de velocidade, não obedecendo as leis de transito., cadeia nesse motoristas, deveria pagar pensão para à familia do Soldado falecido, triste não,

  3. Acredito que faltou uma fiscalização gerencial de superior, no sentido de orientar o jovem militar, organizar o Trânsito, com sinalização com muita antecedência, além de propiciar meios de salva guardar a integridade do militar que estava trabalhando. Se os condutores fossem obrigados a reduzir a velocidade com antecedência, com certeza não ocorreia essee acidente gravíssimo, no qual o acusado amanhã estará solto.

    1. Cara, a culpa é sempre do morto ou superior, não é do idiota que não sabe dirigir. Deixa de ser ridículo. Nunca fez um controle de trânsito e quer arrotar. Brasileiro não Respeita sinalização de trânsito e pronto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo