Sargento da Marinha que usou carro do atentado é testemunha de defesa do foragido da bomba

Sargento da Marinha Paulo Leandro Galdo Rodrigues

Militar da Marinha, Paulo Galdo Rodrigues foi arrolado pela defesa de Macedo; ele foi encontrado com o carro usado no atentado

Evandro Éboli
O militar Paulo Leandro Galdo Rodrigues, que foi encontrado circulando com o carro Hyundai/Creta utilizado para levar a bomba até o aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, é testemunha de defesa do blogueiro bolsonarista Wellington Macedo, quem estava dirigindo o veículo naquela noite de 24 de dezembro de 2022.

Macedo está foragido e seu advogado entrou com uma defesa prévia em abril, na Justiça de Brasília, na qual pedia a absolvição sumária do réu, que foi negada, mas que também já apresentava os nomes de duas testemunhas de defesa do blogueiro no prosseguimento da ação.

Uma dessas testemunhas é Rodrigues. O blog fez contato com o advogado Aécio Fernandes, que atua na defesa de Macedo, e ele confirmou a indicação do militar como testemunha, mas afirmou não saber de quem se trata.

Fernandes contou que os nomes foram indicados e repassados a ele, para inclusão na ação, pelo próprio Wellington Macedo.

A presença do militar na ação aponta para uma relação de confiança entre os dois. Galdo é sargento da Marinha, que abriu procedimento para apurar a citação de seu nome no caso, revelado pela coluna de Guilherme Amado.

O juiz Osvaldo Tovani, da 8ª Vara Criminal de Brasília, que negou a absolvição sumária de Macedo, revelado pelo blog, já até intimou Rodrigues a depor, no dia 11 de julho. É o mesmo dia que o magistrado pretende ouvir o blogueiro foragido, que foi intimado por edital, publicado no Diário da Justiça.

No pedido de inépcia da ação, o advogado de Macedo diz que, caso o juiz não acolhesse, como se deu, que fosse garantida a seu cliente a ampla defesa e que fossem arroladas as testemunhas apresentadas na peça.

METRÓPOLES

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo