Os hospitais flutuantes das Forças Armadas na Amazônia

HOSPITAIS FLUTUANTES AMAZÔNIA

Hospitais flutuantes oferecem tratamento médico para mais de quatro mil pessoas que vivem em regiões remotas da Amazônia brasileira. Além de ribeirinhos, são atendidos índios Yanonamis que enfrentaram a fome e a desnutrição.

BAND

5 respostas

  1. Enquanto isso as Secretarias Estaduais e municipais de saúde mantém seus servidores fazendo a dança – pra trás – do Michael Jackson, já que os “Guerreiros dos ACISOS” vivem em combate permanente na propaganda do bom mocismo visando recuperar o valor das ações na “Bolsa de Valores da Boa Imagem” perante a sociedade.

  2. Legal demais!
    Para uma força armada, vinculada ao Ministério da Defesa, cumprimos bem o propósito do ministério da Saúde, dos Estados e dos Municípios que recebem repasses astronômicos para o custeio do SUS…

    Enquanto isso, no hospital de Recife ou do Rio, já sabemos o que acontece.

    Como disse o salles, formaturas intermináveis, powerpoint dizendo de obturação em índio, e ação de combate a narcoguerrilheiros, nenhuma… É perigoso, alvo de papel parado no Estande não reage, narcoguerrilheiro sim… melhor deixar com os experts, a Força Nacional. Eles não tem medo nem se preocupam com a “imagem institucional”.

    Que acabem essas atribuições secundárias e todo o recurso da Defesa vá para adestramento, missão e capacitação.

    Que o povo veja e se questione onde o recurso público é aplicado.

    Que não nos percamos definitivamente.

    Oremos ao bom Senhor!

    1. Força nacional não troca tiro com ninguém, e só operação presença. Pelo vc deve ser civil, e nunca botou os pés em um PEF. Força nacional nso serve pra nada, so querem diária. No fundo, ninguém quer nada

      1. Não sou civil, nunca pus os pés em um PEF, me diz ai quantos inqueritos por homicidio envolvendo algum integrante de PEF estão na CJM-AM, quantos denunciados nos ultimos 10 anos, etc.

        Se vc acha que a FNSP nao troca tiro, vc nunca saiu desse mundo encantado de quartel onde há aversão a armas e um capricho com a “imagem institucional”.

        Cai na realidade irmão. Tu nao engana mais ngm.

        Por favor cite apenas um inquerito, acao penal ou militar aguardando promocao por responder por um homicidio em PEF, ok? Pq isso que acontece, pode ser uma acao legitima, abre inquerito e acao judicial e o caboclo fica enganchado na promocao.

        Poe aqui embaixo um exemplo, eu nunca pisei num pef e posso estar enganado, mas vc com seus contos pode esclarecer minha vida.

        Nome ou numero do ipm ok?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo