Deputados defendem convocação do Exército: ‘Vão esperar o RN derreter em fogo?’

caminhao-fogo-rn-855x479

Deputados defendem convocação do Exército para atuar no RN

Os três dias consecutivos de ataques criminosos em diversas cidades do Rio Grande do Norte levaram parte dos líderes parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado a defender a convocação das Forças Armadas para atuar na segurança pública potiguar. O assunto dominou o horário das lideranças na sessão plenária da Casa nesta quinta-feira (16). Nesta semana, cerca de 200 homens da Força Nacional já chegaram ao RN para reforçar o combate ao crime organizado.

Primeiro a se pronunciar, o deputado estadual Luiz Eduardo (SDD) questionou ao ministro da Justiça, Flávio Dino, o que falta para o envio de mais homens para o Estado. “Vão esperar o RN derreter em fogo?”, perguntou. “Intervenção já. Tem que usar o Exército, mandar todas as forças, militares. Não podemos esperar. Está na hora de tomar atitudes e proteger a população de bem no RN”, completou o parlamentar.

O deputado revelou ainda que o comércio esteve fechado em Natal e que reservas para a Semana Santa na rede hoteleira do Estado já estavam sendo canceladas diante da crise na segurança. “A cadeia produtiva mais importante do Estado, o Turismo, a mais prejudicada na pandemia, que deixou o setor arquejando, e agora na hora da reabilitação, de voltar a crescer, de salvar empresas, o Turismo sofre outro ataque, outra derrota”, disse.

O líder do governo, deputado Francisco do PT, em aparte, informou aos demais integrantes da Casa que o Executivo confirmou a ampliação das forças de segurança, com envio de efetivo policial e de recursos por parte da União. Além disso, saiu em defesa da outra pauta levantada por Luiz Eduardo, de buscar a recomposição da frota dos municípios afetados. “Em muitos municípios essa frota não está nem assegurada e cidades vão precisar do apoio do governo federal”, acrescentou.

Em seguida, foi a vez do deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB) defender a presença das Forças Armadas no RN. “As Forças armadas têm que ir para rua. Exército tem que ir para rua”, reivindicou o tucano.

Gustavo ainda relembrou que, além da segurança, o Estado acumula problemas na educação – com greve dos professores e debate sobre o pagamento do piso salarial da categoria -, na saúde – com pessoas esperando cirurgias em filas nos hospitais -, na recente investigação na Controladoria Geral do Estado, e com o turismo, “jogado ao chão com reservas de hotéis para Semana Santa canceladas”.

O último a debater o tema no horário das lideranças foi o deputado José Dias (PSDB), que comparou a situação no RN com a guerra na Ucrânia. “A sensação que temos é de um país em guerra. Isso é grave. E me impressiona propostas descabidas”, disse o parlamentar. O parlamentar criticou a ideia de direcionar emendas parlamentares para o pagamento de diárias atrasadas dos policiais militares. Segundo José Dias, estes recursos são em sua maioria destinados a saúde pública, que está em “uma situação ainda pior” que a segurança.

TRIBUNA DO NORTE/montedo.com

15 respostas

  1. Vamos lá! defender os patriotas que estão heroicamente tentando derrubar os comunistas do governo do estado! Já temos a expertise do 8 de janeiro e vamos colocar todos os patriotas sob segurança no 16 BI!

  2. Agora estão pedindo socorro ao EB. Recentemente alguns parlamentares da esquerda entraram com requerimento pedindo exclusão das forças armadas em operação de GLO. As forças auxiliares e os órgãos de segurança pública dos estados não tem efetivo suficiente para controlar um momento de crise como este. Sempre irão precisar Das Forças Armadas para trabalharem em ação de conjunto

  3. Tudo isso acontecendo e eu aqui na praça dando milho aos pombos.
    Tô na reserva, quero assistir de camarote o circo pegar fogo.
    Faz o L com lula lá e Fatima cá, o melhor ja começou.

  4. Nada. A governadora de lá, que é do PT, é contra o GLO do EB. Que ela convoque a tal da Guarda Nacional que estão criando.

    Simples assim.

  5. O professor de Direito da USP que disse não saber para que servem as FA deveria agora ajudar com o seu eloquente conhecimento a governadora do PT do RN.

  6. Deputados não tem que pedir nada, pois não lhe cabe declarar intervenção na segurança pública e nem tampouco solicitar apoio do EB, pois a competência cabe ao Governador. Agora, se eles acham que o governador está omisso, pedem o impeachment dele. Olha, as coisas estão malucas a cada Dia.

  7. vc ñ tem d chamar as forças armadas ñnnn…ñ são elas q estão sem credibilidade ,,chamem o MST pra resolver essa bronca aiii ,,ñ querem acabar com as forças armadas com as forças policiais ñ votaram no nove dedos agora aguentaaaa isso e so o começo ..como vcs mesmo do PT dizem isso ñ e trabalho das forças armadas ,forças armadas e preparadas para guerra,,eee ai pq do mesmo jeito q o ministro feZ no DF ñ faz ai ..mais deixa as forças armadas fora disso,chama od manos q o ministro flavio dino foi visitar no complexo da mare pra resolver isso ai

  8. São chamados de terroristas, ou terroristas são somente as velhinhas presas ou soltas com tornozeleiras, pq rezavam em frente aos quartéis?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo