Bolsonaro irrita cúpula do PL ao descartar candidatura de Braga Netto

O ministro da Defesa, Braga Netto, e o presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto — Foto: Alan Santos/PR

Bolsonaro descartou, em reunião do PL-RJ nesta segunda-feira (13/3), candidatura de Braga Netto no ano que vem e irritou a cúpula do partido

Paulo Cappelli
Jair Bolsonaro irritou a cúpula do PL ao descartar candidatura de Braga Netto à Prefeitura do Rio no ano que vem. Ao participar por vídeo de reunião do diretório fluminense nesta segunda-feira (13/3), Bolsonaro disse que a legenda deverá ter candidato próprio nas capitais. Mas ressaltou que o ex-ministro deverá atuar nos bastidores, não como candidato.

A fala, de menos de dois minutos, foi suficiente para irritar a cúpula do partido em Brasília. Isso porque Valdemar da Costa Neto, presidente nacional da sigla, é um dos defensores do nome de Braga Netto à Prefeitura do Rio. O dirigente diz que o general tem potencial para ser o “novo Beltrame”, numa referência ao ex-secretário estadual de Segurança que alcançou popularidade ao reduzir o índice de criminalidade.

Antes de se tornar ministro de Bolsonaro, Braga Netto já era conhecido no Rio por ter atuado como interventor federal na área de segurança durante a gestão de Michel Temer.

A percepção no partido é que Bolsonaro esticou a corda ao descartar a candidatura de Braga Netto sem avisar a Valdemar. O movimento seria reflexo do descontentamento do ex-presidente com o protagonismo dado pelo partido a Michelle. Tal protagonismo não estaria seria bem-visto pelo ex-presidente, que já deixou claro que não quer vê-la candidata a cargo eletivo.

Seria uma forma, portanto, de Bolsonaro dizer que quem manda no partido é ele. Valdemar, contudo, está longe de pensar assim.

METRÓPOLES/montedo.com

4 respostas

  1. Quanto antes o PL isolar por completo o Derrotado, melhor. Esse não agrega mais nada, pelo contrário, só diminui a confiança no partido. Uma das razões para isso, é que ele é fraco e desorientado, analisando o passado entendemos o presente.

    1. O PL quer a bancada do partido para receber os repasses do fundo do partidário, daí a necessidade de manter o “poste” no partido Durante algum tempo e pagar as contas da famiglia.

  2. Bolsonaro destruiu as Forças Armadas, e ainda colocou em situação dificil perante a polpulação Brasileira, e ainda prejudicou os praças e pensionistas reformados, nos deixando em situação dificil financeramente, Agora quer destruir o PL. Melhor coisa Presidente e curtir suas três aposentadoria ai no Estados Unidos, para onde fugiu.chega de enganar os praças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo