Atos de 8/1: deputados bolsonaristas procuram ministro da Defesa para liberar presos

Manifestação no QG do Exército, no Setor Militar Urbano - (crédito: Carlos Vieira / CB / DA.Press)

No encontro de deputados do PL com integrantes do governo Lula houve a discussão para manter as regras armamentistas instituídas por Jair Bolsonaro

O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, recebeu nesta segunda (13) quatro deputados da bancada bolsonarista para negociar a libertação de presos detidos pelos atos de 8 de janeiro e a manutenção de regras armamentistas instituídas pelo governo Jair Bolsonaro.

Estiveram no encontro os deputados Bia Kicis (PL-DF), Alexandre Ramagem (PL—RJ), Coronel Meira (PL-PE) e General Girão (PL-RN).

Esse foi o primeiro encontro de um integrante do Poder Executivo lulista com a chamada “bancada bolsonarista” na Câmara.

“Temos que começar a fazer política. A gente precisa entender que a situação [dos presos] é uma questão humanitária. Estamos tentando resolver com negociação. Não podemos ultrapassar o limite da situação humanitária”, disse o deputado Coronel Meira.

“A conversa foi devidamente autorizada pela direção do partido [PL]”, ressaltou Meira a este site.

O Antagonista/montedo.com

4 respostas

  1. Não entendi, Ministro da Defesa revê prisão determinada pela Justiça? Ou bateram na porta errada ou querem dar comida estragada ao gado para se manter na mídia bozoloide. De estar tudo bem, pois manter Bia Lívia como deputada e elevar Ramagem ao cargo político é sacanagem com o país. “Cada Mergulho, um flash”. Com Ramagem e Pazuelo, infere que o RJ está perdido mesmo.

  2. Continuam chorando nas portas das FA. O que tem o MD a ver com as prisões? E de novo o Gen girão, que espalhou até que o EB estaria convocando civis para uma intervenção militar.

  3. Algo totalmente bizzarro pedir a soltura de presos no Ministério da Defesa! Ainda é mais bizzaro já que se tratam de pessoas que deveriam ter o mínimo conhecimento como é o caso da procuradora aposentada Bia Kicis, do Gen R1 Monteiro, do delegado da PF Alexandre Ramagem e do Coronel PMPE Meira… querem uma nova “intentona”?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo