Após navegar cerca de 1.500 km pelo Tramo do Norte do Rio Paraguai, a partir de Corumbá até o município de Cáceres (MT), retornou a Ladário (MS) o Navio de Assistência Hospitalar “Tenente Maximiano” nesta quinta-feira (9). O resultado dessa Operação foi a assistência de 586 pessoas de dez comunidades ribeirinhas, sendo realizados 366 atendimentos médicos e 220 odontológicos.

O apoio fez parte das Ações de Assistência Cívico-Social (ACiSo) e de Assistência médico-hospitalar (ASSHOP) da Marinha do Brasil, por meio do Comando do 6º Distrito Naval e do Comando da Flotilha de Mato Grosso, no período de 16 de janeiro a 9 de fevereiro.

Além disso, foram realizadas ACiSo no Orfanato “Casa Lar”, em Cáceres (MT), e apresentação aos jovens do projeto “Guarda Mirim de Cáceres” sobre a carreira militar naval, formas de ingresso na Marinha e a missão de um Navio de Assistência Hospitalar. Adicionalmente, foi realizada uma palestra sobre higiene bucal às crianças das comunidades. Na oportunidade, também houve distribuição de roupas e brinquedos arrecadados pela família naval e Receita Federal.

De acordo com o Comandante do navio, Capitão-Tenente Eduardo Pontual Dubeux, é gratificante fazer parte de uma missão para prestar assistência hospitalar, voltada ao apoio à população.

“É visível em toda a tripulação o espírito de não medir esforços para sempre ajudar da melhor forma possível, pois todos sabem que o navio é a esperança para muitos ribeirinhos. É por isso que o Navio ‘Tenente Maximiano’ é conhecido na região como ‘navio da esperança’. Portanto, para mim e minha tripulação, é uma realização pessoal e profissional servir em um navio com essas características e com uma missão tão nobre”, afirmou.

Jovens do projeto Guarda Mirim de Cáceres/Imagens: Marinha do Brasil
DEFESA EM FOCO/montedo.com