Em depoimento, ex-comandante da PM/DF disse que “Exército impediu ação”

Cmt PM DF Exonerado

Fábio Augusto Vieira, ex-comandante da PMDF, afirmou que, durante os atos de 8 de janeiro, o Exército “discordou da operação”

Samara Schwingel
Em depoimento à Polícia Federal, o ex-comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Fábio Vieira afirmou que o Exército Brasileiro impediu a ação dos PMs para conter os extremistas durante os atos antidemocráticos de 8 de janeiro. Segundo o coronel, o Exército, a todo momento, “discordou da operação”.
Os detalhes constam no depoimento de Fábio. Ele foi preso em 11 de janeiro por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.
O coronel ainda informou que desde o início determinou a detenção de todos os envolvidos nos atos terroristas, mas foi informado que o Exército havia tentado impedir a PMDF de realizar as prisões.
“O coronel Fábio já havia requerido anteriormente a dissolução do acampamento e por três vezes chegou a mobilizar efetivo da policia militar para dissolver os manifestantes em frente ao QG; Em todas as oportunidades, o exército discordou da operação e impediu a ação da PMDF”, diz o depoimento.
Fábio também afirmou à PF que chegou à entrar em luta corporal com os vândalos. Ao final dos atos do dia 8, a PMDF dirigiu-se ao Quartel-General do Exército para realizar prisões, mas, segundo o coronel, novamente, o Exército impediu a ação.

Trocas na SSP-DF
O coronel considero que as trocas recentes que haviam sido feitas por Anderson Torres, recém-nomeado secretário de Segurança do DF, na pasta dificultaram o fluxo de informações no comando operacional da PMDF.
“Dados os diversos vídeos que circulam na internet, é possível verificar que a PMDF realizou as detenções no interior do Congresso, STF e Planalto”, disse.
Fábio também afirmou que não havia indicativo de violência entre os atos previstos para o dia.
METRÓPOLES/montedo.com

8 respostas

    1. Confiáveis são Pançuello, Heleno, Braga Netto e Banana de Pijamas.
      Diga o ex-Cmt do Exército gen Pujol.
      Apunhalado pelas costas pelo honrado Braga Netto.
      Bolsominon é tudão assim, petistas de direita.
      Fanatismo puro e incivilizado.

    1. Dentro do palacio era competencia do exército.
      Mas eles deixaram de agir e ainda tentaram dar fuga a terroristas.
      Nao fosse a pm, o prejuizo ia ser maior.
      Por isso disse “era o exercito”.
      Agora sera outra forca. Ficou claro ao povo.
      Prejuízo inestimável. Até a policia legislativa do senado fez melhor.
      Esse tipo de vaidade “mas aqui mando eu” é tipico de quem nunca foi a uma ação real na vida. Junto com q FEB lutaram até partisans civis, e ninguém falou “mas em monte castello é só o eb”.
      Seu comentário é um retrato da egolatria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo