Escolha uma Página

Ex-apoiador de Jair Bolsonaro, o general da reserva Paulo Chagas anunciou que irá concorrer a uma vaga da Câmara dos Deputados.
Chagas teve o apoio de Bolsonaro em 2018, quando concorreu ao governo do Distrito Federal, mas passou a criticar o Presidente a partir da traumática saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça.
Em um grupo de WhatsApp que reúne aliados e apoiadores, o general declarou suas intenções:
“Por vocação, durante curtos e rápidos 38 anos, servi ao Brasil incorporado ao invicto Exército de Caxias e, por vontade própria, jamais teria passado à reserva. É com este espírito e com esta vontade de servir que venho informá-los de que, filiado ao partido Podemos, estou decidido e disposto a representar o Distrito Federal na Câmara dos Deputados, na próxima legislatura”, escreveu.
Paulo Chagas disse não desdenhar “da importância, da relevância, da responsabilidade e da honra inseridos na missão” e assegurou que é motivado a enfrentar o desafio da eleição não encontra respaldo na imagem que a população faz da política e dos políticos.
“Por isto, ao dar-lhes esta notícia, devo confessar que, como servidor e como cidadão, temo o risco de ser interpretado e visto como mais um embusteiro a oferecer ilusões em troca de votos, quando, na verdade, me proponho a incursionar no ambiente da política para honrar o compromisso da palavra dada, sem sujar meu nome, sem desmerecer minha história ou negar a minha vocação”, completou. (com Metrópoles)

Skip to content