Escolha uma Página

Ações fazem parte da Operação Ágata Sul, que ocorre desde junho no Rio Grande do Sul

HUMBERTO TREZZI
Mais de 39 toneladas de pescado e 28 veículos aquáticos e terrestres foram apreendidos em ações conjuntas da Marinha e Receita Federal entre 18 de junho e 6 de julho, no Rio Grande do Sul. O balanço é da Operação Ágata Sul, que consiste na fiscalização intensiva de águas fluviais e marítimas. Participam das ações também Brigada Militar, agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Polícia Federal, Polícia Civil e Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS.
A Ágata ocorre periodicamente em todo o Brasil, sob coordenação do Ministério da Defesa. Conforme a Marinha, cujo efetivo de 220 militares foi o maior dentre os 301 servidores usados em toda a operação, a ideia é incrementar patrulhamento de rios e faixa marítima, sobretudo em regiões portuárias. Tudo para asfixiar o fluxo logístico utilizado pelas organizações criminosas para a prática de crimes transfronteiriços e ambientais.
No Rio Grande do Sul foram abordadas nesta etapa 187 embarcações e 255 veículos terrestres. Desse total, 28 foram apreendidos — 16 deles, barcos. As irregularidades variam do transporte de mercadorias contrabandeadas até peixes capturados em época proibida, em extinção ou conservados de forma inapropriada.
Uma atenção especial foi dada à região do porto de Rio Grande, o terceiro mais movimentado do país. Foram fiscalizadas, sobretudo, barcas de transporte de passageiros e de pescado. Foram usados nas ações drones, três navios de guerra e lanchas de patrulha da BM. Entre as mercadorias apreendidas pela Operação Ágata Sul estão as 39 toneladas de pescado, 15 toneladas de grãos e fertilizantes trazidos ilegalmente do Exterior, 380 quilos de agrotóxicos contrabandeados, 13 cabeças de gado furtadas (abigeato), 21 quilos de maconha e 27 caixas de cigarro pirata (com 50 pacotes, cada uma). Do pescado apreendido, 16 toneladas foram doadas ao programa Mesa Brasil. Três pessoas foram presas em flagrante por contrabando.
A Polícia Civil, que empreendeu uma ação paralela contra o tráfico, prendeu oito pessoas e apreendeu diversos veículos na semana passada, entre Chuí e Rio Grande.
GZH/montedo.com

Skip to content