Escolha uma Página

Willamis Cardoso da Silva foi baleado na cabeça e estava internado em estado grave no Hospital Central do Exército, em Benfica. O Policial Militar está preso

Thalita Queiroz
[email protected]

Rio – O soldado do Exército Brasileiro, Willamis Cardoso da Silva morreu na manhã desta quarta-feira (22)no Hospital Central do Exército (HCE), em Benfica, Zona Norte do Rio. Ele estava internado em estado grave desde sábado, quando foi baleado na cabeça pelo policial militar David Trancoso Daniel durante uma confusão em uma boate na Rua Manoel Vitorino, em Piedade. Inicialmente, o militar foi socorrido ao Hospital Pasteur, mas depois de passar por cirurgia foi transferido para o HCE.
O PM foi preso horas depois do crime por tentativa de homicídio. David, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacaré, foi levado para a Unidade Prisional da PM, no Fonseca, em Niterói. Após a audiência de custódia, no sábado (18), a Justiça do Rio converteu a prisão em preventiva. A Corregedoria Geral da Polícia Militar, através da 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM), está acompanhando o caso.
Em depoimento, o cabo da PM alegou que presenciou uma confusão fora da boate e deu dois tiros para tentar apaziguar a situação. Um dos disparos atingiu o Williamis.
O Comando Militar do Leste lamentou a morte do militar e se solidarizou com os familiares e amigos. “Neste momento de consternação, os integrantes do CML solidarizam-se com os familiares e amigos”. Nas redes sociais, amigos de Willamis também lamentaram a perda. “Eu orei , eu pedi a Deus que pudesse te dar uma nova chance ! Mas Ele sabe o que faz”.
O horário e local do enterro ainda não foi divulgado pela família do soldado.
O DIA/montedo.com

Skip to content