Escolha uma Página

Brigadeiro Baptista Junior deu a declaração ao ser questionado sobre o papel da Força Aérea Brasileira em uma eventual derrota de Jair Bolsonaro nas urnas

O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Baptista Júnior (foto), afirmou hoje a jornalistas que a Força Aérea Brasileira (FAB) cumprirá a lei independentemente do resultado da eleição.
“A Força Aérea é legalista, vai cumprir as leis”, afirmou o brigadeiro ao ser indagado sobre qual seria o papel da FAB se Jair Bolsonaro, que hoje aparece atrás de Lula nas pesquisas de intenção de voto, for derrotado nas urnas.
A declaração foi dada diante da crise entre o Planalto e o TSE. Nas últimas semanas, o presidente intensificou ataques ataques ao sistema eleitoral. Além disso, o Ministério da Defesa apresentou uma série de questionamentos e sugestões envolvendo o pleito deste ano.
Ao comentar as atividades dos militares nas eleições, Baptista Júnior disse que haverá uma força tarefa das três Forças (Aeronáutica, Marinha e Exército), coordenada pela da Defesa, para ajudar na logística da votação, como transporte de urnas e assegurar que a votação ocorra em clima de tranquilidade.
“Em todas as eleições, nós somos responsáveis por grande parte do transporte das urnas. O voto de quem está em Santa Rosa do Purus (AC), de quem está em Barcelos (AM), é caro para a gente, mas esse é o preço que a gente tem que pagar pela participação democrática de todos os cidadãos que têm direito de votar. Fazemos com muita eficiência, com muita confiança no resultado, no transporte de todas as urnas.”
O Antagonista/montedo.com

Skip to content