Escolha uma Página

O vice-presidente da República afirmou que “aumento linear para todo mundo de 5% não é o necessário, mas é o possível” no momento

Hamilton Mourão, ao chegar ao Palácio do Planalto, foi provocado nesta quarta-feira (4) a comentar a pressão de servidores públicos por reajuste salarial.
“Não tem dinheiro, né? É uma realidade. Nós, que somos funcionários públicos, temos que entender que o aumento salarial só pode ocorrer se tiver aumento da nossa arrecadação [e que seja] consistente com o aumento do PIB”, disse o vice-presidente.

Mourão colocou a culpa na pandemia e na guerra na Ucrânia.
“Nós estamos saindo de dois anos difíceis, com uma pandemia e com problemas sérios no mundo, como um todo, reflexos do conflito lá no Leste Europeu. Então, as pessoas têm que entender – nós, funcionários públicos – que não perdemos o emprego. Muita gente perdeu o emprego. Então, não está bom o salário? Não está, mas vamos esperar a oportunidade pra que isso possa ser equalizado.”

Ele admitiu que o governo descumpriu uma promessa.
“O presidente tomou uma ideia inicial que ele recua, né? Então, hoje, qual é a decisão que ainda não está efetivamente oficializada? Um aumento linear para todo mundo de 5%. Ah, é o necessário? Não, não é o necessário, mas é o possível.”

E acrescentou que “todo mundo quer ganhar um pouquinho mais”.
“Nunca ninguém está satisfeito com seu salário. É uma realidade, né? Todo mundo quer ganhar um pouquinho mais, né? Todos nós queremos isso. Aquela história, o patrão ele paga quando ele aumenta lá o rendimento dele. Essa é a realidade.”
O Antagonista/montedo.com

Skip to content