Escolha uma Página

Em cerimônia militar em Brasília, o presidente defendeu a atuação dos militares em “todos os momentos difíceis” pelos quais o país passou

Flávia Said
O presidente Jair Bolsonaro (PL) defendeu, nesta terça-feira (19/4), a atuação das Forças Armadas e disse que elas “não dão recado” e “sabem como proceder”. Em discurso em solenidade alusiva ao Dia do Exército, em Brasília (DF), o mandatário da República afirmou que os militares participaram em “todos os momentos difíceis” pelos quais o país passou.
Ele citou, por exemplo, a instauração do regime militar em 1964 e o processo de redemocratização iniciado em 1986.
“Quando se fala de Exército brasileiro, vem à nossa mente que em todos os momentos difíceis que a nossa nação atravessou, as Forças Armadas, o nosso Exército sempre esteve presente. Assim foi em 22, em 35, em 64 e em 86 com a transição onde participação ativa do então ministro do Exército, Leônidas Pires Gonçalves, a transição foi feita com os militares, e não contra os militares”, afirmou Bolsonaro.
“E também agora em 2016, em mais outro difícil momento da nossa nação, a participação do então comandante do Exército, Villas Bôas, marcou a nossa história”, prosseguiu. Villas Bôas, que comandou o Exército entre fevereiro de 2015 e janeiro de 2019, estava presente na cerimônia.

Adiante no discurso, o presidente afirmou:
“As Forças Armadas não dão recado, elas estão presentes, elas sabem como proceder, sabem o que é melhor para seu povo, o que é melhor para o seu país. Elas tem participação ativa na lei e na ordem, da nossa soberania e do regime no qual o povo quer viver. E nós sabemos que esse regime, acima de tudo, está a nossa liberdade”.
METRÓPOLES/montedo.com

Skip to content