Escolha uma Página

Nas últimas 72h, a região foi atingida por fortes temporais e registrou as maiores chuvas de sua história. Ao menos 16 mortes foram confirmadas, entre elas uma criança de 4 anos.

Marcus Benjamin Figueredo
Em comunicado oficial, a assessoria de comunicação do Ministério da Defesa anunciou que dois helicópteros das Forças Armadas, de modelos H-36 e SH-16, pousaram na região de Angra dos Reis, litoral sul do RJ, neste domingo (3/4).
Segundo a nota, uma das aeronaves foi responsável pelo transporte de 15 integrantes do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro. Já o outro helicóptero, levou o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas Alves, até o colégio naval de Angra dos Reis.
O pedido de apoio das Forças Armadas teria sido feito pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (SEDEC), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).
Nas últimas 72 horas, a região da Costa Verde do RJ foi atingida por fortes temporais e a cidade de Angra dos Reis registrou as maiores chuvas de sua história. Até a última atualização desta reportagem, ao menos 16 mortes já foram confirmadas, entre elas uma criança de quatro anos. Em Paraty, sete pessoas da mesma família morreram em um deslizamento de terra. De acordo com o governo do estado, as buscas por desaparecidos continuam.
O prefeito de Angra dos Reis, Fernando João, pediu neste domingo (3) que houvesse o desligamento temporário das usinas nucleares de Angra I e II. Segundo ele, deslizamentos de terra teriam bloqueado alguns pontos da BR-101 (Rodovia Rio-Santos) e o acesso às usinas estaria comprometido, o que poderia prejudicar eventuais procedimentos de emergência.
CORREIO BRAZILIENSE/montedo.com

Skip to content