Escolha uma Página

Comandante de Operações Terrestres pode assumir o Exército em abril

Rodolfo Costa
Brasília

O comandante de Operações Terrestres, general Marco Antônio Freire Gomes, pode assumir o comando do Exército em abril, em decorrência da reforma ministerial. A desincompatibilização do ministro da Defesa, Walter Braga Netto (Sem partido), que deve ser o vice do presidente Jair Bolsonaro (PL), pode provocar um efeito dominó e levá-lo ao posto máximo do Exército.
No caso de Braga Netto ser confirmado vice de Bolsonaro, é possível que o Ministério da Defesa seja ocupado pelo atual comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira. Nesse efeito cascata, o cargo precisaria ser resposto e o nome do general Freire Gomes aparece como o mais cotado nos bastidores.
Além de prestigiado nas Forças Armadas, ele tem o apoio de Bolsonaro e do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, afirma um interlocutor de um comandante de força à Gazeta do Povo.
O comandante de Operações Terrestres preenche o critério de “antiguidade”, tradição na qual o presidente da República indica um dos três oficiais-generais com mais tempo no topo da carreira para assumir o comando. Em 2021, Freire Gomes era visto como o mais cotado para assumir o Exército após a demissão do general Edson Leal Pujol, mas foi preterido por Nogueira.
GAZETA DO POVO/montedo.com

Skip to content