Escolha uma Página

Presidente tem colocado a culpa da alta dos preços dos combustíveis em Silva e Luna

Em meio aos sucessivos aumentos no preço dos combustíveis, o general Joaquim Silva e Luna descarta pedir demissão da presidência da Petrobras. De acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, a declaração foi feita pelo militar a interlocutores.
Ainda segundo a publicação, a relação entre ele e o presidente Jair Bolsonaro é péssima, com escasso diálogo. Além disso, de olho na reeleição, o mandatário tem atribuído a Luna e Silva a culpa pelos reajustes, ainda que o subordinado esteja apenas cumprindo o que determina a política de preços da estatal.
Conforme pontuou a coluna, o presidente tem defendido “tirar o lucro dos acionistas e segurar os preços” dos combustíveis, mas a União é um dos acionistas que mais lucra com os dividendos da Petrobras. Segundo a publicação, só em 2021, o governo federal arrecadou cerca de R$ 21 bilhões, além de R$ 100 bilhões em participações especiais e impostos.
bahia.ba/montedo.com

Skip to content