Escolha uma Página

Vicente Nunes
O alto comando das Forças Armadas não fala abertamente, mas é consenso entre seus integrantes que o general Luiz Eduardo Ramos não será bem-vindo ao Ministério da Defesa, caso o atual ocupante do cargo, general Braga Netto, seja escolhido para ser vice na chapa à reeleição do presidente Jair Bolsonaro.
Para integrantes das três Forças, Ramos não tem história, além de ser considerado carreirista e chegado a intrigas. Por causa dessa fama, inclusive, não é visto como uma liderança natural. O alto comando só vai engoli-lo se não houver outra opção.
Ramos é apontado dentro do Exército, da Marinha e da Aeronáutica como o principal marqueteiro de Braga Netto para a vice na chapa com Bolsonaro. Se o colega for o escolhido para compor com o presidente, o atual secretário-geral da Presidência tem certeza absoluta de que ele ocupará a principal cadeira do Ministério da Defesa.
A torcida contra Ramos no alto comando das Forças Armadas é grande. E muita gente está disposta a fazer chegar a Bolsonaro o descontentamento de uma eventual nomeação como substituto de Braga Netto. Resta saber como o presidente reagirá.
Blog do Vicente (CORREIO BRAZILIENSE)/montedo.com

Skip to content