Escolha uma Página

Do UOL, em São Paulo
Um soldado da Força Aérea Brasileira morreu, na manhã de sexta-feira(4), dentro da Base Aérea de Manaus, no aeroporto de Ponta Pelada, após receber um tiro de uma arma de fogo enquanto se preparava para entrar em serviço. A corporação considera que o disparo foi acidental.
Gustavo Henrique de Souza Gomes, 20, não resistiu ao ferimento e morreu antes mesmo que as equipes de socorro chegassem ao local. Nas redes sociais, amigos prestaram homenagens ao jovem, que tinha uma foto trabalhando em destaque.
O corpo de Gustavo foi periciado pelo Instituto Médico Legal e por membros da Polícia Científica do Amazonas, mas, de acordo com a Polícia Civil do estado, por se tratar de um crime militar, o caso será investigado pela FAB (Força Aérea Brasileira).
Em nota, a FAB confirmou a abertura da investigação e lamentou o falecimento do militar, afirmando que estava “prestando todo apoio à família dele”.
A instituição não deixou claro se o disparo que matou Gustavo partiu dele ou de uma terceira pessoa e também não informou há quanto tempo ele trabalhava como soldado na organização.
UOL/montedo.com

Skip to content