Escolha uma Página

Lauro Jardim
No choque entre Jair Bolsonaro e Barra Torres, que explodiu há três semanas, houve um momento que foi chave para o copo transbordar, ou seja, para que o presidente da Anvisa decidisse assinar uma dura carta-resposta ao presidente da República. Rolava uma reunião de diretoria da agência. Tudo caminhava para a divulgação de uma resposta institucional da diretoria em repúdio aos ataques de Bolsonaro
Foi quando Barra Torres mudou de ideia. Avisou aos companheiros de diretoria que a carta seria assinada apenas por ele: “O Bolsonaro colocou minha reputação em jogo. Vou responder diretamente a ele. Vou defender o meu navio”. E assim foi feito pelo almirante, que redigiu um texto de cobranças ao presidente, que engoliu a seco e botou o galho dentro.
O Globo/montedo.com

Skip to content