Escolha uma Página

Michael Esquer
Cáceres(MT) – Onze pessoas foram presas, nesta segunda-feira (24), suspeitas de terem participado do assassinato do soldado do Exército Thiago de Brito de Almeida, de 19 anos, no último sábado (22), em uma praça do bairro Cohab Nova, em Cáceres (234 km de Cuiabá). A quadrilha também é apontada como responsável por vários homicídios realizados na cidade nos últimos dois meses.
De acordo com o tenente-coronel Waldez Moura Tapajós, a prisão fez parte de uma operação integrada feita junto com a Polícia Civil e outros órgãos de segurança do município cacerense. A ação também apreendeu entorpecentes, armamentos e veículos utilizados na prática criminosa.
Ainda conforme Tapajós, ao que tudo indica, a quadrilha é responsável por crimes e homicídios que tem sido realizados em cáceres nos últimos 60 dias e, além disso, pela morte do soldado do Exército, Thiago de Brito de Almeida.

O caso
O jovem foi morto a tiros enquanto estava em uma praça do bairro Cohab Nova. A ocorrência foi registrada por volta de 21h. Na ocasião, cinco ocupantes estavam em um veículo, modelo Corsa, de cor preta, e efetuaram diversos disparos contra o jovem. Os militares encontraram Thiago morto, caído no chão.
Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte do soldado. Em uma publicação, a mãe de Thiago compartilhou a angústia e caracterizou como covarde a atitude daqueles que tiraram a vida do seu filho.
“Essa dor que estou sentindo não desejo a ninguém. Meu filho foi embora tão prematuramente por pura maldade do ser humano, por pura covardia. Um menino cheio de sonhos, alegre. Meu filho nunca te esquecerei. Com você, estarei enterrando parte de mim”, disse a mãe.
Olhar Direto/montedo.com

Skip to content