Escolha uma Página

JENIFFER GULARTE
O general Carlos Alberto dos Santos Cruz classificou como um “escárnio” as cenas em que o presidente Jair Bolsonaro aparece dançando funk em uma lancha no litoral paulista junto a apoiadores.
Os vídeos foram divulgados pelo senador Flávio Bolsonaro e pelo assessor especial do chefe do Executivo, tenente Mosart Aragão, nesta segunda-feira, 20, ao mesmo tempo em que a Câmara dos Deputados discutia o orçamento de 2022.
“É um escárnio uma cena como essa num momento em que o país atravessa. Bolsonaro é o grande cabo eleitoral do Lula, todo mundo sabe disso. Ele só fala do Lula desde o primeiro dia em que foi eleito. Não tem cabo eleitoral melhor. Fala em lives, fala para gangue virtual, segue no mesmo ritmo de campanha de 2018”, disse o general a Crusoé.
Santos Cruz foi ministro da Secretaria de Governo de Bolsonaro até junho de 2019, quando foi demitido e rompeu com o presidente. Filiado ao Podemos há um mês, tem se empenhado em favor da candidatura do ex-juiz Sergio Moro e observado as movimentações para 2022.
Ao se referir a aproximação entre Lula e Geraldo Alckmin, evidenciada em jantar com a presença do petista e do ex-tucano no último domingo em São Paulo, afirmou que “Lula está fazendo o que os políticos fazem” e disparou contra o ex-chefe: “Quem está na função de presidente é que tem que governar e não ficar passeando”.
O Antagonista/montedo.com

Skip to content