Escolha uma Página

Para frustração dos defensores do “Praça Vota em Praça!”, o Cabo Daciolo anunciou que não será candidato à Presidência da República nas eleições de 2022. Daciolo, que na verdade é sargento da reserva do Corpo de Bombeiros do Rio, disse ter recebido “um pedido do espírito santo” para apoiar o pedetista Ciro Gomes:
— Pré-candidato à presidência da República Ciro Gomes: Irmãozão, no dia da eleição, em 2022, na contagem dos votos, se você tiver um voto lá, saiba que esse voto foi do Cabo Daciolo — diz o ex-deputado em vídeo publicado na última quinta (16). “Eu não sei o porquê estou fazendo, mas sei que o Criador está mandando”, afirmou.
Nas eleições presidenciais de 2028, Daciolo foi o sexto candidato mais votado, com 1.348.323 votos(1,26%), à frente de candidatos como Henrique Meirelles e Marina Silva. Durante a campanha, o militar virou chacota nacional em um debate na TV Bandeirantes, ao indagar o próprio Ciro Gomes sobre um suposto “Plano URSAL”. Confira o momento no vídeo; ao fundo, é possível ouvir as gargalhadas da assistência:

URSAL (acrônimo para União das Republiquetas Socialistas da América Latina ou União das Repúblicas Socialistas da América Latina) é um termo criado em tom jocoso pela socióloga brasileira Maria Lúcia Victor Barbosa, em 2001, para se referir às críticas feitas por políticos e intelectuais de esquerda à Área de Livre Comércio das Américas (ALCA), liderada pelos Estados Unidos.
Posteriormente a expressão foi tomada a sério por Olavo de Carvalho e por eleitores da extrema-direita brasileira, ressurgindo no YouTube e em outras mídias como uma teoria da conspiração relacionada a um suposto plano de integração latino-americana engendrado pelo Foro de São Paulo. (Wikipédia)

Skip to content