Escolha uma Página

Saber M200 Vigilante vai reforçar unidades de defesa antiaérea no Brasil

Da Redação | ACidadeON Campinas
A Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica) e o EB (Exército Brasileiro) apresentaram em Campinas nesta sexta-feira (10) o radar Saber M200 Vigilante, mecanismo de defesa antiaérea desenvolvido com tecnologia 100% nacional.
O radar é móvel, tem capacidade para detectar ameaças a 15 km de altura do solo, a um raio de 200 metros [200 quilômetros], e vai ser utilizado para monitorar as médias alturas do espaço aéreo brasileiro. O projeto começou a ser desenvolvido em 2015 na unidade da Embraer em Campinas, a pedido dos militares.
Segundo o General de Exército, Guido Amin Naves, chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, a aquisição representa um avanço. “Cerca de 10, ou 12 países no mundo dominam a tecnologia desse tipo de radar como nós”, explica.
O Saber M200 Vigilante antecipa com mais amplitude e rapidez as possíveis ameaças aéreas, o que o diferencia de outros dois radares nacionais que já existem: o Sentir M20 e o Saber M60.
“O radar M60 de baixa altura, que tem sua aplicação e é operacional hoje em nossas unidades, carece de modernização, troca de componentes e de placas”, completa o general.
O presidente e CEO da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, diz que o novo radar é fruto de avanços tecnológicos complexos.
“É um desenvolvimento tecnológico altamente sensível e que traz para o Brasil uma capacidade de resposta rápida a uma eventual necessidade. Além disso, permite que a base industrial de defesa brasileira tenha mais um produto para exportar e gerar recursos e empregos”, diz.
A expectativa é que o Saber M200 Vigilante seja usado para controle de espaço aéreo e também para cobrir brechas de radares fixos, já que pode ser adaptado e movido para áreas estratégicas.
ACidadeON/montedo.com

Skip to content