Escolha uma Página

Paulo Chagas chegou a declarar recentemente que o presidente não teria mais capacidade para cumprir as promessas que o elegeram em 2018

Caio Barbieri
Após indicar no último fim de semana que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não teria condições de cumprir promessas que o elegeram, o general Paulo Chagas direcionou, nesta terça-feira (14/9), os ataques ao relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, senador Renan Calheiros (MDB).
O militar da reserva criticou as recentes declarações dadas pelo congressista sobre as denúncias de crime da “rachadinha” contra integrantes do clã Bolsonaro, investigado por se apossar de parte dos salários de seus servidores comissionados.
“É repugnante ouvir o senador Renan Calheiros condenar a imoralidade que envolve os negócios com dinheiro público e a impunidade protagonizada pela Justiça diante dos ilícitos que comumente os acompanham. O roto [corrompido] falando dos esfarrapados!”, escreveu o general.

Veja a publicação:


METRÓPOLES/montedo.com

Skip to content