Escolha uma Página

Sérgio Moro foi a grande vítima do “mecanismo” no Governo Bolsonaro!

General Paulo Chagas
Caros amigos,
Apesar do enfático e oportuno alerta do Gen Augusto Heleno, na manhã do dia 22 de julho de 2018, na convenção nacional do PSL, a avassaladora tomada de posições do “Centrão” no Governo Federal nos permite concluir que a forma com que Sérgio Moro tornou público seu pedido de demissão – além de atestar a sua fidelidade aos princípios e aos valores pelos quais abdicou de sua carreira na magistratura – era um alerta à Nação para o que, desde então, já se armava!
Da maneira como o Presidente Bolsonaro o empurrou para fora do governo podemos concluir que o comprometimento do ex Juiz com o combate à corrupção era, de fato, um empecilho à sua intenção de aliar-se ao grupo a quem o Chefe do GSI evitara chamar de “lixão” mas que, muito acertadamente, não hesitara em chamar de “ladrão”!
O compromisso de combater a corrupção, assumido durante a campanha eleitoral, se enquadra perfeitamente na qualidade de “mentira” citada pelo Gen Heleno como sendo característica de algo proposto pelo Centrão!
Hoje fica fácil concluir que o “mecanismo” e as vulnerabilidades da Família Bolsonaro precisavam descaracterizar o “Pacote Anticrime e Anticorrupção” do Ministro Moro e forçar a sua saída do governo para que o caminho estivesse livre para a volta do “Presidencialismo de Coalizão”!
Sérgio Moro foi a sua primeira vítima, mas o grande prejudicado, sem dúvida, foi o Brasil!

Skip to content