Escolha uma Página

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TVE, nesta segunda-feira (12/7), o deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) disse que o então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, teria lhe revelado que sofreu inúmeras pressões na pasta de “caras que querem mandar no ministério” e que, inclusive, teria sido ameaçado com “dedo na cara”. Mas se negou a revelar nomes, afirmando que essa tarefa cabe ao ex-ministro.
“Pazuello me conta que, no meio do ano passado, tinha comprado um IFA para o Brasil fabricar sua própria vacina. E ele começa a ser travado. E me contou as dificuldades de ter a vacina. Eu disse: ‘Você tem que denunciar isso. É grave’. Ele me disse: ‘Amigo, eu fui ameaçado. O cara botou o dedo na minha cara e falou que ia me tirar dessa cadeira’. Se o general tem medo dele e eu não sei se o general tá falando 100% da verdade, vai ser eu que vou falar?”, relatou.
Miranda ressaltou que não dará o nome da pessoa que teria ameaçado o ministro, embora tenha dados indícios de que trata-se de um deputado do Centrão e de que já teria dito quem é aos integrantes da CPI da Covid-19. Mas assegurou que, se Pazuello revelar, ele confirmará.
Com informações do site Metrópoles

Skip to content