Escolha uma Página

Com isso, 62,25% do traçado a ser ampliado no sul do RS estará pronto e em operação

Equipes finalizam os trabalhos no trecho Mateus Bruxel / Agencia RBS

JULIANA BUBLITZ
Aos cuidados do Exército, um novo trecho da duplicação da BR-116, no Rio Grande do Sul, será entregue nesta quarta-feira (7), liberando mais 10 quilômetros de novas faixas ao trânsito, nas proximidades de Barra do Ribeiro, no sul do Estado. Com isso, 62,25% do traçado a ser ampliado estará pronto e em operação. A expectativa do governo federal é de que o restante seja finalizado em 2022 — oito anos após o previsto.
Com contratos assinados em 2009, as obras na estrada começaram em 2012, divididas em nove lotes. À época, a projeção era de que levariam dois anos, o que jamais ocorreu.
Em razão de falhas e de uma série de problemas, de falta de verbas a erros em projetos, os trabalhos foram marcados por constantes atrasos e paralisações. Os custos previstos também aumentaram, saltando de R$ 868,94 milhões para R$ 1,77 bilhão. Até hoje, há apenas um lote 100% executado, o 4, entre Sentinela do Sul e Camaquã.
Em 2019, o 1º Batalhão Ferroviário assumiu o serviço nos lotes 1 e 2 (cerca de 50 quilômetros entre Guaíba e Tapes), que até então eram de responsabilidade da construtora Constran. A empresa entrou em recuperação judicial e teve o vínculo rescindido com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em dezembro de 2018.
Desde então, o grupamento militar finalizou dois trechos: o primeiro deles em abril de 2020, com a liberação de cinco quilômetros, e o segundo, em dezembro passado, com a inauguração de outros 10,5 quilômetros.
Na tarde desta quarta-feira, será inaugurado um terceiro trecho, entre os quilômetros 330 e 340 da rodovia, com a presença do comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, que terá extensa agenda no Estado — incluindo visitas, inaugurações e inspeção da área cogitada como sede da futura Escola de Sargentos (ESA) em Santa Maria, na Região Central.
Até o fim do ano, o Exército prevê mais duas entregas na BR-116. Em setembro, deve ser finalizado o viaduto em Barra do Ribeiro, no quilômetro 320 e, em dezembro, a tendência é de que sejam concluídas as obras no lote 2, entre os quilômetros 340 e 351.

Resumo da obra

Início: 2012
Previsão inicial de término: 2014
Nova previsão de conclusão: 2022
Traçado previsto: 211,2 quilômetros, entre Guaíba e Pelotas, divididos em nove lotes
Pronto e liberado ao trânsito: 131,5 quilômetros (62,25%)
Custo total previsto: R$ 1,77 bilhão (inicialmente, era de R$ 868,94 milhões)
Valor aplicado até agora: R$ 1,15 bilhão (62,9%)

GZH/montedo.com

Skip to content