Escolha uma Página

A prova para Oficial de Apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), que aconteceu neste domingo (27), trouxe o tema “linguagem neutra” em uma de suas questões.
O exame extraiu um texto do Jornal da USP, escrito pela professora Heloísa Buarque de Almeida, que dizia que a “linguagem inclusiva pode ser considerada um movimento social e faz parte da evolução da língua”.
A denúncia foi feita pela jurista Ludmila Lins Grilo em uma série de mensagens no Twitter.
“Apesar de a Constituição Federal conter expressa previsão de que ‘a língua portuguesa é o idioma oficial da República Federativa do Brasil’, verifica-se que não houve qualquer zelo na conservação de nosso idioma por parte de quem deveria defendê-lo“, alertou a jurista.
Lins Grilo ainda divulgou uma imagem com a questão alvo da denúncia.
Com informações de Renova Mídia.

Skip to content