Escolha uma Página

Recebi na área de comentários. Editei o texto, mas a história é esta:

Causos de quartel

Parada rendida, guarnição que sai animada, chega ao conhecimento do oficial de dia que o sentinela do posto das garagens foi detido pela polícia, as três da manhã, numa briga em uma boate no centro da cidade. Acontece que ele estava de serviço e este horário era de seu quarto de hora.
Abriu-se uma sindicância e foi chamado o cabo da guarda.
– O comandante da guarda lhe deu ordens para render os postos?
– Nunca recebi está ordem; falou no meio da tropa mas, diretamente nunca recebi esta ordem.
Perguntado se rendeu o posto com o sentinela fujão naquele horário respondeu que sim. Confrontado com a versão do sentinela ouvido, respondeu:
– Eu fiquei na cama mas meu espírito foi render a guarda…
Eu fui testemunha dessa sindicância há muitos anos atrás. Minha vontade era de botar o cabo na cadeia e jogar a chave fora.
Os anos se passaram e hoje, depois de ouvir o ex-ministro Pazuello, me envergonho do que pensei na época; eram plenamente possíveis os fatos narrados naquela sindicância.

Skip to content