Escolha uma Página

Vicente Nunes
O ministro da Defesa, general Braga Netto, decidiu se engajar na campanha pela vacinação contra o novo coronavírus. Ele participará de um evento na noite de quarta-feira (05/05) ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na Praça dos Cristais, no Setor Militar Urbano, onde foi instalado um posto de atendimento drive-thru operado por militares.
O discurso de Braga Netto está sendo preparado para mostrar o quanto o governo está comprometido em vacinar toda a população adulta até o fim do ano, como vem pregando o ministro da Saúde, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas pelo país para disponibilizar os imunizantes.
O engajamento de Braga Netto na campanha da vacinação — o evento contará até com a Zé Gotinha — é importante, devido ao mau exemplo dado até agora pelo presidente Jair Bolsonaro, que, aos 66 anos, já poderia ter se vacinado, mas insiste com seu negacionismo, dando um mau exemplo à população.
Vale lembrar que um dos generais que ocupam cargo no Palácio do Planalto, o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, foi pego numa transmissão do Ministério da Saúde dizendo que havia se vacinado escondido, indicando que não queria confronto com o chefe Bolsonaro. “Quero viver, pô!”, justificou ele.
Por causa das resistências do Palácio do Planalto em montar um amplo programa de imunização contra a covid-19, o Brasil conseguiu, até agora, aplicar a primeira dose da vacina em apenas 15% da população adulta. É muito pouco num país que registrou mais de 400 mil mortes pela doença.
Blog do Vicente(Correio Braziliense)montedo.com

Skip to content