Escolha uma Página

ENCONTRO INTERNACIONAL DA CONFERÊNCIA DE EXÉRCITOS AMERICANOS

A “educação dos praças” foi o tema central da videoconferência dos Exércitos da Conferência de Exércitos Americanos (CEA), realizada de modo “híbrido” no período de 9 a 11 de fevereiro de 2021, com delegações remotas e presenciais na Sede do Exército do Sul dos EUA, (Fort Sam Houston – Texas. O encontro contou a participação de 22 países como: Antígua e Barbuda, Argentina, Barbado, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, a República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Jamaica, México, Nicarágua, Paraguai, Peru, Trinidad e Tobago, os Estados Unidos, Uruguai e Venezuela. Vale ressaltar que também participam quatro exércitos observadores: Belize, Guiana, Suriname, Espanha e duas Organizações Militares Internacionais, as quais exercem a função de observadores: a Conferência das Forças Armadas da América Central e a Junta Interamericana de Defesa.
O Brasil participou com uma delegação presencial e remota, sob a coordenação da 5ª Subchefia do Estado-Maior do Exército, em Brasília. O Cel Fioravante, Cmt da EASA, e o ST Alfredo, antigo Adjunto de Comando da Casa do Adjunto, ministraram uma palestra de abertura sobre a EASA e os Cursos de Aperfeiçoamento de Sargentos e de Adjunto de Comando, além de participarem dos debates sobre o tema. Os participantes, além do tema central, também abordaram suas experiências operacionais obtidas em outros temas de interesse comum no âmbito da Defesa, bem como as lições aprendidas sobre o gerenciamento dos cursos de formação e aperfeiçoamento dos seus suboficiais, diante das dificuldades e cuidados exigidos frente à pandemia do COVID-19.
A Conferência dos Exércitos Americanos (CEA) é uma Organização Militar de natureza internacional constituída e liderada pelos Exércitos dos Continentes americanos, com a autorização de seus respectivos países.
A Conferência de Exércitos Americanos (CEA) foi fundada em 1960 como uma organização internacional dos comandantes dos exércitos do hemisfério ocidental. Hoje opera independentemente segundo os regulamentos aprovados pelos comandantes de todos os exércitos membros da CEA.
EASA(Facebook)/montedo.com

Skip to content