Escolha uma Página

LAIS MAGESKY
Uma explosão de incêndio atingiu um depósito do 38 ° Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro, que fica na Prainha, em, na tarde desta segunda-feira (21). apurou que grande parte do material guardado era munição antiga, fruto de apreensões feita pela polícia no Estado (balas de pistola 0,40, 0,32, 0,380 e de revólver 38, principalmente). Foi justamente isso que explodiu.
As causas do incidente ainda serão investigadas, mas, em princípio, gases que por algum motivo escaparam dos equipamentos entraram em combustão e causaram a explosão do local, que é de acesso muito restrito. Ninguém ficou ferido, os danos foram materiais. O paiol, de 25 metros quadrados e cinco metros de altura, ficou completamente destruído. As munições que não foram danificadas aprovadas para os outros depósitos do Exército na Prainha.

Paiol

Incêndio aconteceu em um dos paióis do 38 BI (Crédito: leitor de A Gazeta)

Essas munições apreendidas costumam passar meses e até anos sob a custódia do Exército, afinal, elas só podem ser destruídas depois que o processo envolvendo o material confiscado pela polícia local transitado em julgado, ou seja, não caiba mais recursos judiciais. Embora os protocolos de segurança sejam seguidos, o envelhecimento da munição contribui para esse tipo de acidente.
O Corpo de Bombeiros afirmou que foi acionado por volta de 13h25 para atender a ocorrência. Em nota, a corporação afirma que, segundo relatou o solicitante, o paiol de munição do Batalhão explodiu, causando um incêndio. As equipes foram sentidas ao local e feitas o combate e controle das chamas, que se restringiu apenas à área do paiol.
Às 17h, equipes do Corpo de Bombeiros ainda efetuavam o trabalho de rescaldo na área, com intuito de possíveis focos existentes.
Segundo os Bombeiros, não houve relato de causa e como causas do incêndio ainda não são específicos. Até o momento, não há previsão de realização de perícia, por parte dos bombeiros.
A Gazeta/montedo.com

Skip to content