Escolha uma Página

O número de candidatos oriundos das forças de segurança pública é o maior em 16 anos, e há cidades importantes, como Fortaleza, em que um deles lidera as intenções de voto para prefeito. São mais de 6.700 em todo o país -entre policiais militares, bombeiros, delegados e quadros saídos das Forças Armadas- aumento de 12,5% no comparativo com o pleito de 2016.
Na esteira da eleição de Jair Bolsonaro, capitão reformado do Exército, a participação que mais cresceu foi a dos militares.
No segundo episódio de uma série especial de O Assunto sobre as eleições de 2020, Renata Lo Prete conversa com Fábia Berlatto, professora do curso de especialização em Sociologia Política da Universidade Federal do Paraná, e com Inácio Aguiar, editor de Política do Sistema Verdes Mares, emissora afiliada da Globo no Ceará. Juntos, eles analisam as origens desse fenômeno e de que maneira greves como a da polícia de Fortaleza, no início deste ano, impulsionam candidatura.
A série terá dez episódios, lançados sempre aos sábados.

G1/montedo.com

Skip to content