Escolha uma Página

Justiça determinou que mulher não se aproxime do militar. Ela também tem medida protetiva contra ele.

G1 DF e TV Globo
Um coronel da Força Aérea Brasileira e a ex-namorada trocaram agressões em uma quadra residencial da Asa Norte, em Brasília, e foram gravados por câmeras de segurança (veja vídeo acima). A Justiça do DF já havia determinado que a mulher não se aproximasse do militar, e ela também tem medida protetiva contra o ex.
Mesmo assim, na manhã do dia 16 de setembro, a dupla trocou agressões que chamaram a atenção dos moradores e comerciantes, que chamaram a polícia. Aos policiais, o homem, de 52 anos, disse que sofreu ameaças, já a mulher teve ferimentos diversos, mas não quis ser levada para o hospital.
De acordo com a Polícia Militar, o homem fez parte do Estado Maior da Aeronáutica e está na reserva remunerada. Os envolvidos foram levados para a delegacia, pagaram fiança de R$ 1.045, e foram liberados.
Nas imagens é possível ver que, durante a confusão, os dois chegaram a cair no chão. Em seguida, o homem parece segurar a mulher e algumas pessoas olharam, assustadas.
Pouco tempo depois, várias pessoas correram em direção ao casal. Depois, as imagens mostrar que a mulher saiu, correndo.
Segundo a FAB, o nome do homem que consta na ocorrência policial “é mesmo de um militar da reserva”. No entanto, o Comando da Aeronáutica disse ao G1 que “não foi notificado, oficialmente, até o momento” sobre o caso.

Processo na Justiça
Ao G1, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) informou que foram encontrados cinco processos envolvendo o casal. Em um deles, uma medida protetiva foi concedida em favor da mulher e contra o coronel da FAB.
O TJDF disse ainda que os outros processos são criminais, em que, nas decisões, os juízes determinaram a não aproximação da mulher do ex-companheiro. Alguns processos foram arquivados, segundo o tribunal.

Casal ferido
De acordo com a Polícia Militar, depois da briga, o casal foi em direção a uma padaria. Conforme a ocorrência, a mulher se escondeu no banheiro, “com medo”.
Segundo o boletim policial, quando a PM chegou ao local, a, mulher “tinha várias lesões no corpo e dores fortes no ombro”. Já o coronel, estava com ferimentos no cotovelo.
Os dois foram atendidos pelo Corpo de Bombeiros e levados para a 5ª Delegacia de Polícia, da Asa Norte. A ocorrência foi registrada como perturbação da tranquilidade, lesão corporal recíproca, ameaça e Lei Maria da Penha.

G1/montedo.com

Skip to content