Escolha uma Página

General Valério Stumpf reforçou os pontos positivos da cidade durante entrevista ao programa “Gaúcha Atualidade”, da Rádio Gaúcha

AMANDA BOEIRA
Santa Maria está na disputa para sediar a Escola de Sargento das Armas (ESA), do Exército Brasileiro. E, em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, nesta quinta-feira (13), o comandante Militar do Sul, general Valério Stumpf, afirmou que o município da Região Central tem chances reais de sediar a escola.
Conforme informações da 3ª Divisão do Exército (D.E.), o principal problema na atual sede da ESA, em Três Corações, Minas Gerais, é que já não há mais espaço físico suficiente para crescimento – visto que a escola é praticamente cercada pelo Rio Verde.
Além dessa sede, atualmente os alunos também têm aulas em outras 13 unidades do país durante o curso. O plano agora é centralizar todo o ensino em um mesmo local, o que exige um espaço maior.
Além de Santa Maria, já demonstraram interesse para sediar o espaço a própria cidade de Três Corações e também o Estado do Paraná.
Na cidade mineira, o projeto da prefeitura e do Estado é evitar a saída da Escola de lá. Já no Paraná, o governador Ratinho Júnior também prometeu o terreno e os subsídios.
Segundo o general Stumpf, Santa Maria já tem o que seria basicamente necessário para a instalação da Escola:
— Capital dos Blindados, Capital da Simulação, temos o Centro de Instrução de Blindados, o Centro de Adestramento, a 3ª D.E., a Universidade Federal de Santa Maria… a gente acha que seria um local muito adequado. Além disso, tem uma guarnição grande e facilita a instrução do pessoal. A gente quer formar o nosso sargento no core do Exército, que é a defesa da pátria.
Ainda segundo a 3ª D.E., entre os possíveis obstáculos para a escolha de Santa Maria estão o fato de a cidade não estar localizada em um local mais central, em relação ao país, e também não ter um aeroporto com fluxo regular de voos. Porém, tanto o comandante Militar do Sul quanto o comandante da 3ª Divisão do Exército, Hertz Pires do Nascimento, acreditam que o centro do Estado tem chances na disputa.
A Escola de Sargentos das Armas foi fundada em 1945. Os alunos aprovados na ESA fazem uma formação de nível superior, na modalidade de tecnólogo, por um período de dois anos. Segundo o comandante, são aproximadamente 2 mil alunos de todo o Brasil.
A expectativa é de que a transferência comece no ano que vem. Em setembro, militares de Brasília farão visitas às cidades de interesse para avaliar os locais.
— A gente entende que vai trazer riqueza para o município. É quase uma indústria, movimenta a economia — disse Stumpf.
Ouça a entrevista com o general Stumpf
GAÚCHAZH/montedo.com

Skip to content