Escolha uma Página

Tripulação participava de um teste de novo míssil na região do Estreito de Hormuz; 15 pessoas ficaram feridas

O Globo e agências internacionais
TEERÃ — Um grave acidente durante um exercício naval na costa do Irã deixou 19 marinheiros mortos e 15 feridos neste domingo. De acordo com a Marinha, a fragata Jamaram participava do teste de um novo míssil, quando disparou por engano contra o navio de apoio Konarak — segundo agências de notícias locais, a embarcação era responsável por colocar o alvo no local pré-determinado, mas não se afastou até uma distância segura e acabou atingida.
Imagens que circulam nas redes sociais mostram que o navio, comprado pelo Irã antes da Revolução Islâmica de 1979, sofreu grandes danos, mas não chegou a afundar. A Marinha disse que o incidente, classificado como “fogo amigo”, está sob investigação.
O incidente ocorreu perto da cidade portuária de Jask, no Sul do Irã, sede de uma base naval considerada estratégica por sua posição na entrada do Estreito de Ormuz, por onde passa considerável parte do petróleo exportado pelos países no Golfo Pérsico e um dos cenários mais instáveis hoje no planeta.
Desde 2018, quando os EUA decidiram deixar o acordo sobre o programa nuclear iraniano e ampliar o regime de sanções contra Teerã, os incidentes navais na região vêm se multiplicando: navios atingidos por explosivos, embarcações escoltadas até águas territoriais iranianas e as frequentes provocações envolvendo barcos iranianos e navios militares dos EUA.
O GLOBO/montedo.com

Skip to content