Escolha uma Página

Acidente aconteceu na noite desta quarta-feira, após sargento comemorar sua formação; criança atropelada sobreviveu

Manaus(AM) – O sargento recém-formado da 12a Região Militar do Exército Brasileiro, Guilherme Luiz Medeiros Hernandes, 26, foi preso em flagrante após ter dirigido alcoolizado e atingido três pessoas em uma avenida do bairro Colônia Antônio Aleixo, na zona leste de Manaus, durante a noite dessa quarta-feira (15); uma das vítimas morreu na hora.
De acordo com informações repassadas por testemunhas à Polícia Militar, o homem estava bastante alcoolizado e dirigia em alta velocidade quando atingiu duas pessoas em uma motocicleta – dentre elas uma criança – e um homem identificado como Edson Catunda, 56, que foi a óbito no local. No momento do acidente, a mãe da criança se levantou rapidamente e socorreu o filho. Ainda conforme a polícia, familiares da vítima fatal estavam bastante desesperados no local do acidente, que não possui um tipo de ‘quebra-molas’, que evitaria o tráfego em alta velocidade.
Um tenente da PM, que não quis se identificar, revelou que o autor do acidente estava comemorando a formação e patente de Sargento Temporário do Exército.
Câmeras de estabelecimentos comerciais conseguiram captar, de todos os ângulos, o momento em que o veículo do sargento, um carro da marca Volkswagen, modelo Fox, se choca contra as vítimas. Ele tentou fugir, mas foi alcançado e detido por populares até à chegada da polícia.
O responsável pelo acidente foi encaminhado ao 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde passará pelos procedimentos policiais cabíveis.
Em nota, o Comando Militar da Amazônia (CMA), lamentou a morte e se solidariza com familiares da vítima. “Acerca dos fatos noticiados por órgãos de imprensa, no dia 16 de abril de 2020, envolvendo um militar do Exército Brasileiro, o Comando Militar de Amazônia informa que: o militar foi detido e conduzido para o 14º Distrito Integrado de Polícia, onde os fatos foram investigados pela Polícia Judiciária do Estado do Amazonas.  Informa, ainda, que o supracitado militar está preso, aguardando audiência de custódia. Por fim, este Comando Militar de Área solidariza-se com as vítimas e seus familiares e reforça que está prestando todas as informações solicitadas pelas autoridades policiais, de maneira a contribuir com o andamento das investigações”, informa.
A Crítica/montedo.co

Skip to content