Escolha uma Página

Tarciso Morais – Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.
Enquanto Maduro mantém postura belicista, Colômbia acusa Venezuela de permitir a presença de guerrilheiros em seu território.

A ditadura da Venezuela manterá a atual mobilização especial de tropas na fronteira com a Colômbia. Em anúncio nesta segunda-feira (7), o ditador Nicolás Maduro afirmou que, diante da “ameaça de guerra” por parte do presidente colombiano, Iván Duque, os militares continuarão na fronteira. Acompanhado da cúpula militar venezuelana, Maduro declarou:
“Decidi manter o alerta laranja fase 2 ativo. Continua o alerta laranja e a mobilização da nossa Força Armada no exercício pleno da nossa soberania.”
Ainda segundo o líder chavista, a decisão se insere em “um conjunto de recomendações” orientadas a manter de modo permanente “as medidas de alerta e vigilância diante das ameaças externas procedentes da Colômbia”.
Segundo a agência AFP, Maduro também ordenou aos militares venezuelanos que impeçam qualquer incursão de grupos ilegais colombianos:
“Nenhum, ouçam bem, entendam bem, isto é uma ordem, nenhum grupo irregular armado paramilitar ou de qualquer outro tipo pode andar no território venezuelano.”
RENOVAMíDIA/montedo.com

Skip to content