Escolha uma Página
Militar do Exército se revolta em agência dos Correios, saca arma e assusta funcionários
Segundo informações, ele teria ido buscar uma encomenda e, ao ser avisado que seu pacote não tinha chegado, teria sacado arma e feito ameaças
Militar do Exército fez reféns dentro dos Correios em Maricá
Militar do Exército fez reféns dentro dos Correios em Maricá – Reprodução / Facebook LSM – Central de Notícias de Maricá
Rio – Um capitão do Exército apavorou clientes e dezenas de funcionários de agência dos Correios em Maricá, Região Metropolitana do Rio, na manhã desta quinta-feira. O homem ficou revoltado ao descobrir que sua encomenda não havia chegado ao local e que ainda estava em Benfica, bairro da capital do estado. A Polícia do Exército foi acionada ao local, e ele seria levado ao Hospital Central do Exército, no Rio.
O incidente começou por volta das 10h na agência localizada na altura do km 28 da RJ-106, no bairro Itapeba, e terminou às 14h10. O trânsito ficou muito lento na região. Após receber a informação sobre sua encomenda, o homem sacou a arma e ameaçou se matar.
Funcionários e clientes dos Correios correram para o fundo da agência e, após chegada da PM, deixaram o local. Segundo a polícia, o homem entregou a arma e disse que só deixaria a agência com a presença da Polícia do Exército, que só chegou por volta das 13h30. Ele ameaçou cometer suicídio, caso sua encomenda não fosse entregue. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) negociou com o militar.
Em nota, os Correios disseram que o objeto do militar foi encaminhado para devolução ao remetente, porque o endereço indicado para a entrega estava incorreto (indicava uma quadra inexistente), o que impossibilitou a localização do destinatário pelo carteiro.
O Dia/montedo.com


Nota do editor
O capitão foi identificado como Otávio Augusto Maciel Camargo
Skip to content