Escolha uma Página
Segundo o deputado estadual Carlos Osório, o general interventor chegou a classificar as especulações sobre a troca como ‘fake news’
O general Braga Netto, interventor da segurança pública no Rio – Alan Santos
JEFERSON RIBEIRO
RIO – O general Braga Netto, interventor da segurança pública no estado, disse ao GLOBO que o foco de sua gestão inicialmente será a manutenção das ações da Operação Rio, que já está em andamento, inclusive com a ajuda das Forças Armadas. Na reunião com as autoridades políticas fluminenses e o presidente Michel Temer, neste sábado, no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, Braga apenas repetiu as declarações dadas anteriormente, informando que não há decisões tomadas sobre os comandos das polícias Civil e Militar e que ainda está fazendo o planejamento sobre os próximos passos da intervenção.
Segundo o deputado estadual Carlos Osório, o general chegou a classificar as especulações sobre a troca de comandos como “fake news“.
— O interventor disse que o planejmanto está sendo feito. E disse que era uma “fake news” essa notícia de que ele vai afastar todos os comandantes e que não tinha tomado decisão nenhuma. E que o planejamento está ainda sendo feito com relação à cadeia de comando — contou o parlamentar.
Braga Neto disse ao GLOBO que há dois momentos de sua gestão.
— São duas coisas distintas. Uma coisa é o planejamento que está sendo feito. Nós não vamos substituir a segurança pública. Nós vamos auxiliar ela a se estruturar. Essa é a primeira coisa — disse.
— E a segunda coisa são as ações da Operação Rio. Elas vão continuar — prosseguiu.
Questionado se essas ações são a prioridade no momento, ele disse: “exatamente”, ao sair do Palácio da Guanabara.
O Globo/montedo.com
Skip to content