Escolha uma Página
Terreno minado
Fábio Pozzebom 
Ricardo Boechat
É grande, no Itamaraty e mesmo no Exército, a resistência ao envio de 750 soldados brasileiros à República Centro Africana. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, prometeu ao secretário-geral da ONU, António Guterres, em janeiro, empenhar-se para que o Congresso aprove a Missão de Paz. Diplomatas e altos oficiais contrários ao projeto consideram loucura colocar tropas brasileiras em terreno onde cresce a ação de fundamentalistas islâmicos, como os do grupo 3R. Um confronto direto, mesmo que vitorioso, colocaria o Brasil na lista de países onde o terrorismo alega ter faturas a cobrar.
ISTO É/montedo.com
Skip to content