Escolha uma Página
Coronel do Exército é detido após agredir namorada, em Jaboatão
O coronel passou por audiência de custódia e vai responder ao processo em liberdade
Resultado de imagem para violência contra a mulher
Jaboatão dos Guararapes (PE) – O coronel do Exército Neymar Lopes Carriço, de 46 anos, foi detido em flagrante na madrugada desta segunda-feira (22) suspeito de agredir sua namorada, uma mulher de 41 anos. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito e a vítima teria começado uma discussão em um bar me Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. As agressões continuaram até que chegaram em casa, na mesma localidade.
Neymar Lopes Carriço foi detido pela Polícia Militar (PM) e encaminhado à Delegacia de Prazeres, onde foi autuado em flagrante por lesão corporal por violência doméstica, ameaça e injúria, pela Lei Maria da Penha. Na manhã desta segunda-feira, foi realizada uma audiência de custódia que determinou que o coronel responderá ao processo em liberdade.
O oficial foi liberado mediante pagamento de fiança. Durante a audiência, foram determinadas medidas cautelares como a proibição de se aproximar da vítima ou manter contato com ela, o comparecimento mensal ao Juízo para informar e justificar suas atividades e a proibição de se ausentar da comarca sem aviso prévio.
Quando procurada, a assessoria do Exército Brasileiro informou que, por se tratar de ocorrência de natureza civil e pessoal, o oficial não sofrerá sanções. No entanto, uma sindicância será aberta para investigar o caso e tomar as medidas cabíveis, caso seja necessário.
Resposta da Polícia Civil

“A Polícia Civil de Pernambuco atuou, em flagrante delito, o militar federal Neymar Lopes Carriço, 46 anos, por lesão corporal por violência doméstica, ameaça e injúria, pela Lei Maria da Penha. O suspeito começou uma briga com a namorada, de 41 anos, em um bar, localizado em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, e as agressões seguiram na residência do casal, também em Jaboatão. A Polícia Militar foi acionada e conduziu o agressor a Delegacia de Plantão de Prazeres, onde foi arbitrada fiança. O suspeito não realizou o pagamento e foi conduzido a audiência de custódia.”

JC Online/montedo.com
Skip to content