Escolha uma Página

Na sequência, algumas notas publicadas pelo site O Antagonista sobre a busca de Bolsonaro por um partido em que possa mandar e desmandar

Presidente do Patriota acusa ‘advogado de escritório petista’ de atrapalhar negociação com Bolsonaro

Em entrevista exclusiva a O Antagonista, o presidente do Patriota (antigo PEN), Adilson Barroso, disse que já não é mais certeza de que Jair Bolsonaro será o candidato à Presidência da República em 2018 pelo partido.
A culpa de toda a confusão que se intensificou na virada do ano, segundo ele, é do advogado Gustavo Bebianno Rocha, ligado atualmente ao PSL.
“Infelizmente, um advogado dele [do Bolsonaro], que não gosta de nós, que veio de escritório petista que defende José Dirceu e tudo, infiltrado, prometeu a ele que outro partido [o PSL] daria tudo para ele e que [por isso] ele saísse do Patriota.”

Presidente do Patriota, sobre Bolsonaro: “A gente ainda não jogou a toalha”
Adilson Barroso, presidente do Patriota, conversou com O Antagonista assim que deixou, nesta tarde, uma reunião com o que chamou de ‘a cúpula de Bolsonaro’, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O deputado não estava presente.
“Estamos trabalhando, a gente ainda não jogou a toalha. Seria muito chato se ele [Jair Bolsonaro] abandonasse o Patriota, que foi fiel a ele, parceiro e que fez muitos sacrifícios para estar com ele.”
Barroso continuou:
“A gente garante a candidatura dele. Não vamos abrir mão dele, mesmo que ele abra mão da gente.”
Na avaliação do presidente do antigo PEN, “foi graças à parceria com o partido” que as intenções de voto no deputado dispararam.
“Ele tinha de 7% a 9%. Hoje, graças ao Patriota, acho que passa de 30% da nação brasileira.”

Bolsonaro “já está fora” do Patriota
Uma fonte próxima a Jair Bolsonaro disse ao Valor que ele “já está fora” do PEN/Patriota.
Segundo a reportagem, o candidato se desentendeu com o presidente do partido, Adilson Barroso, e foi traído por aliados ligados a seu filho, Flávio Bolsonaro.

Bolsonaro X Bolsonaro
Jair Bolsonaro indicou cinco nomes para a Executiva Nacional do PEN.
Segundo o Valor, porém, alguns desses aliados, ligados a Flávio Bolsonaro, passaram a agir sem o seu consentimento.
A reportagem acrescenta que Carlos Bolsonaro “descobriu tudo” e que Jair Bolsonaro “teve de enquadrar” Flávio Bolsonaro.

O aerotrem de Bolsonaro
Jair Bolsonaro procura um novo partido.
Segundo o Valor, ele “foi sondado por Levy Fidelix, presidente do PRTB, teve conversa com o PR e com o PSL”.
As idas e vindas de Jair Bolsonaro são um prato cheio para quem argumenta que ele será incapaz de governar o país.
O Antagonista/montedo.com

Skip to content